Blog

Newsletter

Receba informações no seu e-mail.

Redes Sociais

Febre amarela entrou no grupo

Febre amarela entrou no grupo

A existência de um mosquito popular, bastante conhecido fora das matas, vem preocupando as autoridades no Brasil. A febre amarela, hoje, mesmo ficando restrita às áreas silvestres, traz uma nova inquietação para saúde pública: de que a doença volte a circular em áreas urbanas, graças ao aedes aegypti, que também é vetor da doença. A propagação na zona urbana é exatamente igual aos casos de dengue, zika, chikungunya e mayaro, através da picada do mosquito contaminado.  Por isso, a febre amarela, que não registrava casos no Brasil desde 1942, entrou para o grupo de doenças transmitidas pelo aedes.

Os episódios recentes registrados são do tipo silvestre, ou seja, circula nas áreas rurais e de mata, transmitidos pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes. O vírus é o mesmo, porém os mosquitos propagadores e a forma de contágio são diferentes. O novo surto de febre amarela já é o maior registrado desde 1980, quando o Ministério da Saúde passou a disponibilizar dados da série histórica.

O aumento repentino no número de casos gerou alerta em toda população e virou motivo de preocupação. Por isso, o Grupo Case preparou um raio-x sobre a doença no Brasil, que vai ajudar você a esclarecer todas as suas dúvidas.

block_5

block_6

Quem deve se vacinar?

A vacina de febre amarela, adotada no Brasil, é segura e garante proteção durante toda vida. O esquema de vacinação é administrado em duas doses, tanto para adultos quanto para crianças. Para quem não tomou a dose na infância, o reforço da segunda dose deverá ser feito dez anos depois da primeira. Mas atenção: se você não vive na área de recomendação ou não vai se dirigir a essas áreas, não precisa buscar a vacinação neste momento.

Assim como qualquer imunobiológico, existem contraindicações e precauções para sua administração. Confira abaixo as orientações do Ministério da Saúde para vacinação contra febre amarela.

 

block_8

 

Fonte:

G1 – http://g1.globo.com/bemestar/febre-amarela/noticia/brasil-tem-234-casos-confirmados-de-febre-amarela-e-mortes-chegam-a-79.ghtml
Blog Saúde – http://www.blog.saude.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=52216&catid=566&Itemid=50155
Ministério da Saúde – http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/campanhas-publicitarias
Ministério da Saúde – http://portalsaude.saude.gov.br/febre-amarela
Bem-estar – http://g1.globo.com/bemestar/blog/doutora-ana-responde/post/febre-amarela-urbana-e-silvestre-qual-diferenca.html