Blog

Newsletter

Receba informações no seu e-mail.

Redes Sociais

Episódio 3: Câncer de pele: a prevenção contra-ataca

Episódio 3: Câncer de pele: a prevenção contra-ataca

É chegado o terceiro e último capítulo da saga contra o arqui-inimigo da saúde: o câncer. Dessa vez, o inimigo ataca o maior órgão do corpo humano: peleAlém de regular a temperatura do corpo, ela serve de proteção contra agentes infecciosos e externos, como a luz do sol e calor, é aí que mora o perigo. Saiba agora como essa ameaça se manifesta! 

O ataque: como o câncer funciona 

É provocado pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Essas células se dispõem formando camadas e, de acordo com as que forem afetadas, são definidos os diferentes tipos de câncer.

Ameaça 1: Não-Melanoma 

É o mais frequente no Brasilcorresponde a cerca de 94dos casosTem baixo grau de mortalidadeMais comum em pessoas com mais de 40 anos, no entanto, com a constante exposição de jovens aos raios solares, a idade média de início vem diminuindo. 

– Carcinoma basocelular – localizado na camada mais superficial da pele (epiderme). É o mais frequente e com mais chances de cura. 

– Carcinoma espinocelular – pode ocorrer em qualquer camada da pele. É o segundo tipo mais comum, porém mais agressivo, pois pode atingir outros órgãos (metástase).

 

Ameaça 2: Melanoma 

É o menos incidenteporém o tipo mais grave, devido à sua alta possibilidade de atingir outros órgãos (metástase). Pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas ou pintas. É mais frequente em adultos brancos. 

 

Principal arma: A estrela mais importante do Sistema Solar 

O principal agente causador do câncer de pele é a radiação ultravioleta (UV) natural proveniente do Sol, que danifica o DNA das células da pele.  

Outros fatores que aumentam o risco de ter câncer de pele: 

Ter cor de pele, olhos e cabelos claros;

História familiar ou pessoal de câncer de pele;  

+ Ter o sistema imune debilitado por doenças;

+ Presença de pintas atípicas e numerosas. 

 

Prepare o contra-ataque: conheça os sinais 

O câncer da pele pode se assemelhar a pintas ou outras lesões benignas. Assim, conhecer bem a pele e saber identificar qualquer alteração faz toda diferençaObserve:   

+ Pintas ou manchas que coçam, ardem, descamam ou sangram; 

+ Pintas ou manchas que apresentaram crescimento rápido; 

Pintas pretas ou castanhas que possuem mais de uma cor ou textura, bordas irregulares ou são assimétricas; 

+ Feridas que não cicatrizam.

 

É bom lembrar que nenhum exame caseiro substitui a consulta e avaliação médica. 

 

É hora de contra-atacar:  

Contra-ataque 1: Diagnóstico

A biópsia é o exame indicado para diagnósticoPorém, outros exames podem ser necessários para determinar o nível de propagação da doença e decidir o tratamento mais adequado. 

 

Contra-ataque 2: Tratamento 

A cirurgia é o tratamento padrão ouro. A radioterapia e a quimioterapia também podem ser utilizadas dependendo do estágio do câncer. 

 

A força está com vocês e se chama prevenção! 

O diagnóstico precoce garante uma maior efetividade no tratamentoevita lesões maiores e até mutilações. Veja as dicas de prevenção clicando aqui!