Blog

Newsletter

Receba informações no seu e-mail.

Redes Sociais

HIV/Aids: maior crescimento está entre os mais jovens

HIV/Aids: maior crescimento está entre os mais jovens

A faixa etária de pessoas com 15 a 24 anos foi a que apresentou o mais alto crescimento de casos de HIV/Aids. Segundo o Boletim Epidemiológico HIV/Aids, do Ministério da Saúde, entre 2007 e 2017 o aumento de jovens infectados foi de aproximadamente 700%. Já a nível mundial, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) mapeou 37,9 milhões de pessoas com HIV.

Que vírus é esse?
HIV é o vírus da imunodeficiência humana. Ele pode desencadear Aids em seu portador, atacando o sistema imunológico e causando vulnerabilidade a doenças.

Quem tem HIV tem Aids?
Não. Aids é a síndrome da imunodeficiência adquirida, causada pelo HIV em estágio avançado. A contaminação com o vírus não tem cura, mas, graças à evolução do tratamento, pessoas infectadas não desenvolverão, necessariamente, a doença.

Transmissão
Ela acontece através da troca de fluidos corporais, como sangue, sêmen, secreções vaginais e leite materno.
Atenção! A transmissão não se dá via interações cotidianas, como abraços, beijos, uso compartilhado de objetos ou divisão de alimentos.

Sintomas
O HIV pode viver no corpo por muitos anos de forma assintomática. Quando surgem, na fase inicial, podem ser confundidos com uma virose comum, provocando febre, diarreia e mal-estar. Sintomas mais severos como perda de peso e anemia podem aparecer no estágio mais avançado da doença, quando o portador pode já ter desenvolvido a Aids.

Prevenção
A forma mais conhecida, acessível e eficaz de prevenir a contaminação por HIV é usar preservativo em todas as relações sexuais. Além disso, a inovação das estratégias de enfrentamento da epidemia de HIV ajudou no surgimento de maneiras complementares de prevenção:

PEP (Profilaxia Pós-Exposição): uso de medicamentos após um possível contato com o HIV, seja por violência sexual, relação desprotegida, rompimento do preservativo ou acidente com objetos cortantes contaminados. O tratamento deve ser iniciado em no máximo 72 horas após a exposição.

PREP (Profilaxia Pré-Exposição): uso preventivo de medicamentos que imuniza a pessoa ao vírus. Deve ser utilizada em pessoas com alto risco de adquirir o HIV, ou seja, públicos considerados prioritários, que apresentam mais casos no Brasil: homens gays, pessoas trans, trabalhadores/as do sexo e parcerias sorodiferentes (quando uma pessoa está infectada e a outra não).

Todas as formas acima estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

Como é o tratamento?
Permanente. O portador usa medicamentos até que sua carga viral se torne indetectável, quando o vírus terá chances muito baixas de ser transmitido para outras pessoas. No Brasil, é gratuito pelo SUS.

O tratamento regular permite a melhora da qualidade de vida dos pacientes e diminui a chance de complicações pelas chamadas doenças oportunistas (aquelas que se aproveitam da vulnerabilidade de pessoas com Aids).

Estou em dúvida se posso ter HIV. O que devo fazer?
Procure uma unidade de saúde da sua região para realizar o teste. Ele é totalmente sigiloso e o resultado fica pronto em 30 minutos.

Clique aqui para encontrar serviços de saúde e organizações que oferecem assistência, prevenção, diagnóstico e tratamento às pessoas que vivem com HIV.

Você sabia?
A legislação brasileira ampara e garante direitos, como o acesso a serviços públicos de saúde, a pessoas que vivem e convivem com HIV/Aids. Saiba mais neste e-book do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS).


Fontes:

Governo do Estado de São Paulo
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/ultimas-noticias/hiv-aumento-de-casos-leva-a-pesquisas-e-novas-formas-de-conscientizacao/

Ministério da Saúde
http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/o-que-e-hiv
http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/o-que-e-hiv/sintomas-e-fases-da-aids
http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/aids-hiv
http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/prevencao-combinada/tratamento

Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS)
https://unaids.org.br/2017/07/indetectavel-saude-publica-e-supressao-viral-do-hiv/
https://unaids.org.br/2017/03/voce-sabe-o-que-e-hiv-e-o-que-e-aids/
https://unaids.org.br/estatisticas/

Fundação Oswaldo Cruz
http://www.ioc.fiocruz.br/aids20anos/linhadotempo.html

Portal Minha Vida
https://www.minhavida.com.br/saude/temas/hiv

Saúde Abril
https://saude.abril.com.br/medicina/o-que-e-aids-dos-sintomas-iniciais-ao-tratamento-passando-pelos-exames/
https://saude.abril.com.br/medicina/a-aids-ainda-mata-principalmente-se-o-diagnostico-for-tardio/

Portal R7
https://noticias.r7.com/saude/quase-10-milhoes-de-pessoas-ainda-nao-sabem-que-tem-o-virus-hiv-28112018

Portal Curta Mais
http://www.curtamais.com.br/goiania/casos-de-hiv-em-pessoas-entre-15-a-24-anos-aumentaram-700-nos-ultimos-10-anos