Blog

Newsletter

Receba informações no seu e-mail.

Redes Sociais

Obesidade: uma epidemia mundial

Obesidade: uma epidemia mundial

Estudos sobre obesidade mostram que a conscientização sobre a doença se faz urgente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a enfermidade já é uma epidemia mundial: 300 milhões de pessoas possuem sobrepeso ou obesidade.

O aumento da doença entre idades cada vez mais precoces chama atenção. No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que 15% das crianças com idade entre 5 e 9 anos são obesas. Não à toa, o dia 03 de junho é dedicado, anualmente, ao combate da obesidade mórbida infantil.

De maneira geral, em 35 anos, o número de pessoas acometidas pela doença no país atingiu a taxa de 21%. Caso esse ritmo permaneça, em menos de 10 anos o cenário brasileiro será igual ao dos Estados Unidos, onde 36% da população vive com a condição.

A obesidade é uma doença crônica progressiva. Além de afetar a qualidade de vida das pessoas, ela também pode significar o desencadeamento de outras doenças, como respiratórias, ortopédicas, aumento de colesterol e triglicerídeos, hipertensão, diabetes tipo 2 e, ainda, alguns tipos de câncer.

Profissionais de saúde dizem que, para que o cenário mude, é preciso focar na manutenção do peso e na qualidade de vida das pessoas, afinal, falar em obesidade é falar em múltiplos problemas de saúde cuja solução é a prática de ações conjuntas:

 

Fontes:
Fundação Oswaldo Cruz | Portal Minha Vida | Proteste | Conferência Nacional dos Bispos do Brasil | Portal Viva Bem | Associação Nacional de Hospitais Privados | Amil